Saturday, September 08, 2007

CRIANÇAS - Dedico este artigo aos meus queridos "sobrinhos"

Martim


Rosarinho e Sunças

António Maria




Carolina Luis Maria

















Carolina e Sunças (Mª da Assunção) Manuel Maria

Bernardo



Após três dias de discussões e debates durante o Fórum Infantil, evento que precedeu a Sessão Especial sobre a Criança na Assembléia Geral das Nações Unidas, cerca de 400 jovens endossaram a declaração a ser apresentada aos líderes mundiais. Gabriela Azurduy Arrieta, de 13 anos, da Bolívia, e Audrey Cheynut, de 17 anos, de Mônaco, foram escolhidas por seus pares para representá-los. Ao iniciar a Sessão Especial, em 8 de maio de 2002, estas duas jovens delegadas do Fórum postaram-se diante da Assembléia Geral e deram seu recado. Nessa ocasião histórica, crianças dirigiram-se formalmente à Assembléia Geral das Nações Unidas pela primeira vez, em nome das crianças, dando voz à sua visão de um mundo melhor.

Um mundo para nós

Nós somos as crianças do mundo.

Nós somos as vítimas de exploração e abusos.

Nós somos crianças de rua.

Nós somos crianças da guerra.

Nós somos as vítimas e os órfãos do HIV/AIDS.

Nós não recebemos educação de boa qualidade e cuidados de saúde.

Nós somos vítimas de discriminação política, econômica, cultural, religiosa e ambiental.

Nós somos crianças cujas vozes não estão sendo ouvidas: é hora de sermos levados em consideração.

Nós queremos um mundo adequado para as crianças, porque um mundo adequado para nós é um mundo adequado para todos.

Nesse mundo,

Nós vemos respeito pelos direitos da criança:

  • governos e adultos real e efetivamente comprometidos com o princípio dos direitos da criança e aplicando a Convenção sobre os Direitos da Criança a todas as crianças,
  • ambientes seguros, tranqüilos e saudáveis para a criança nas famílias, nas comunidades e nos países.

Nós vemos o fim da exploração, do abuso e da violência:

  • leis que protejam a criança da exploração e do abuso sendo implementadas e respeitadas por todos,
  • centros e programas que ajudem a reconstruir a vida de crianças maltratadas.

Nós vemos um fim para a guerra:

  • líderes mundiais resolvendo conflitos por meio do diálogo pacífico, e não pelo uso da força,
  • crianças refugiadas e crianças vítimas da guerra protegidas de todas as maneiras e tendo as mesmas oportunidades de todas as outras crianças,
  • desarmamento, eliminação do comércio de armamentos e o fim da utilização de crianças-soldados.

Nós vemos a disponibilidade de cuidados de saúde:

  • medicamentos e tratamentos que salvam vidas disponíveis e acessíveis a todas as crianças,
  • parcerias fortes e responsáveis estabelecidas entre todos para oferecer melhores condições de saúde para a criança.

Nós vemos a erradicação do HIV/AIDS:

  • sistemas educacionais que incluam programas de prevenção do HIV,
  • testes gratuitos e centros de orientação,
  • informações sobre HIV/AIDS de graça e disponíveis para o público,
  • órfãos da AIDS e crianças vivendo com HIV/AIDS recebendo cuidados e desfrutando das mesmas oportunidades de todas as outras crianças.

Nós vemos a proteção do meio ambiente:

  • conservação e resgate de recursos naturais,
  • consciência da necessidade de vivermos em ambientes saudáveis e favoráveis ao nosso desenvolvimento,
  • ambientes acessíveis para crianças com necessidades especiais.

Nós vemos um fim para o círculo vicioso da pobreza:

  • comitês anti-pobreza que trabalhem com transparência em relação aos gastos e prestem atenção às necessidades de todas as crianças,
  • perdão de dívidas que impeçam o progresso das crianças.

Nós vemos a oferta de educação:

  • oportunidades iguais e acesso a educação de qualidade gratuita e compulsória,
  • ambientes escolares nos quais as crianças sintam prazer em aprender,
  • educação para a vida que vá além dos estudos, incluindo aulas sobre compreensão, direitos humanos, paz, aceitação e cidadania ativa.

Nós vemos a participação ativa das crianças:

  • promoção da conscientização e do respeito entre pessoas de todas as idades com relação ao direito de cada criança à participação plena e significativa, dentro do espírito da Convenção sobre os Direitos da Criança,
  • crianças envolvidas ativamente em todos os níveis nas tomadas de decisão e no planejamento, na implementação, no acompanhamento e na avaliação de todas as questões que afetam seus direitos.

Nós queremos a garantia de uma parceria eqüitativa nesta luta pelos direitos da criança.

E ao prometermos apoiar suas ações em favor da criança, também pedimos seu comprometimento e apoio às nossas ações – porque as crianças do mundo são incompreendidas.

Nós não somos a fonte dos problemas; somos os recursos necessários para resolvê-los.

Nós não somos despesas; somos investimentos.

Nós não somos apenas pessoas jovens; somos pessoas e cidadãos deste mundo.

Até que as outras pessoas aceitem sua responsabilidade com relação a nós, lutaremos por nossos direitos.

Nós temos a determinação, o conhecimento, a sensibilidade e a dedicação.

Nós prometemos que, quando formos adultos, defenderemos os direitos da criança com a mesma paixão que temos agora como crianças.

Nós prometemos tratar-nos uns aos outros com dignidade e respeito.

Nós prometemos ser abertos e sensíveis a nossas diferenças.

Nós somos as crianças do mundo, e, apesar de nossas experiências diferentes, compartilhamos uma realidade comum.

Nós estamos unidos pela nossa luta para tornar o mundo um lugar melhor para todos.

Vocês nos chamam de futuro, mas nós somos também o presente.


10 Comments:

Anonymous anónimox said...

Sou novo nestas lides ...

Aqui deixo o convite para que visitem o meu espaço .

"Ao lado de fortes cavaleiros eu seguia
Terras de mil cores nós ia-mos conquistar"

Bom fim de semana .

8:53 AM  
Blogger Jose Gonçalves said...

Menina

Sobrinhos lindos para uma tia lindona também.
Bom fim de semana
José Gonçalves

10:17 AM  
Blogger aramis said...

Caro anónimox,

Obrigada pela visita!
Tentei visualizar o seu blog mas não consegui. Se por aqui passar outra vez, deixe por favor o nome dele.

Bom fim de semana

7:57 AM  
Blogger aramis said...

Amigo José Gonçalves,

Eu também os acho lindos, sobretudo de coração!
Obrigada pelas tuas palavras.
Um grande beijinho e bom domingo para voçes.

7:58 AM  
Blogger Maria Faia said...

São Lindos os teus sobrinhos Amiga,

São os Homens de amanhã, por isso, para eles tudo de melhor.
Para a tia "babada" um beijo amigo e votos de uma excelente semana.

Maria Faia

10:56 AM  
Blogger Meg said...

Aramis,
Lindos que são estes garotos mas -
e não me leves a mal - tenho de te dizer que me assusta ver fotografias das "nossas" crianças, na net, nos dias que correm.
Temores, Aramis, muitos temores...não me leves a mal.
Beijinhos

12:31 PM  
Blogger Sophiamar said...

Sobrinhos lindos!
Não há dúvida de que o melhor do mundo são as crianças.
São o presente...são o futuro... são o MELHOR.

Beijinhos

1:57 AM  
Blogger Um Momento said...

Que lindos!!!!!
Um beijinho a cada um deles e um big á sua tia

:)))

(*)

12:27 PM  
Blogger Maria Faia said...

Venho deixar um beijinho e votos de um Bom Fim de Semana.

Divirta-se muito amiga.

Maria Faia

11:32 AM  
Blogger Meg said...

Aramis,
Só hoje tive tempo para ler, na íntegra, esta bela declaração feita pelas crianças.
Belíssimo trabalho, até porque vale a pena, também, ser utópico.
Beijinhos

3:21 AM  

Post a Comment

<< Home